Dicas para evitar problemas ao manter uma distribuição

O projeto BigLinux é basicamente uma distribuição Linux que possui alguns feitos interessantes em seu histórico, como a primeira distribuição no mundo a disponibilizar Desktop 3D e a primeira a disponibilizar Amsn com WebCam, porém seu reconhecimento maior veio devido a facilidade de uso, devido a automações e simplificações criadas a partir de painéis de configuração.

A versão 5 é a primeira a utilizar como desktop o KDE4 que é uma reformulação completa do KDE, aproveitando que muito do que estava feito iria se tornar incompatível. Todo o projeto BigLinux também foi reformulado, pois foram encontrados alguns problemas relacionados ao desenvolvimento e manutenção da distribuição, com isso deixo também a dica para que mantenedores de outras distribuições, nessa versão 5 todos os itens abaixo estão sendo cumpridos:

1 - Distribuições derivadas, como é o caso do BigLinux que deriva do Kubuntu, devem manter compatibilidade com a distribuição de onde derivou, ou seja, no caso do BigLinux que os Softwares desenvolvidos mantenham compatibilidade com o Kubuntu. Essa compatibilidade além de contribuir com quem contribui com você, retornando software compatível para a distribuição que o seu produto deriva, também torna necessário um melhor nível de padronização, evitando muitas vezes que se utilize o método POG (Programação Orientada a Gambiarra).

2 - Não inclua nada em uma distribuição que não esteja empacotado, sempre empacote tudo, não cole simplesmente arquivos no sistema, apesar de fácil no pŕimeiro momento irá tornar o sistema instável na primeira atualização.

3 - Utilização de um sistema de controle de versão, seja SVN, GIT ou qualquer outro, no caso do BigLinux está sendo utilizado o SVN, mesmo se o projeto for feito apenas por uma pessoa o uso desses sistemas ajuda bastante a manter o controle do desenvolvimento e recuperar arquivos antigos, o BigLinux está utilizando o seguinte sistema: http://code.google.com/p/biglinux/source/browse/

4 - Ao criar softwares já fazer com suporte a multilíngua, pois o projeto pode crescer e se tornar internacional.

Essas são algumas dicas que por algum tempo não respeitei e que vejo ocorrer na maioria das distribuições derivadas ou pequenas.

0 comentários: