O que é Software Livre

Primeiro temos que lembrar que Software é o mesmo que programa de computador e necessariamente são criados como um livro, uma sequência de palavras que combinadas fazem sentido e tem um ou mais objetivos.

A maioria dos programas após serem escritos não funcionam, pois ele é escrito em uma língua que nós humanos conseguimos entender, mas os computadores não, então é necessário traduzir para língua de máquina, dessa forma o programa irá funcionar, porém não é humanamente possível entender ou alterar essa língua de máquina, o nome técnico dado a essa tradução é “compilação”,
ou seja é preciso compilar (traduzir) o código (texto) que escrevemos.

Para ficar mais claro é importante lembrar que o tão falado “código fonte” é um texto que é possível entender e modificar, sendo essa é a principal virtude do software livre, disponibilizar esse texto para que todos possam ler e adaptar para suas necessidades.

O programa que apenas o seu criador possui esse código é chamado de software proprietário, portanto você não pode modifica-lo, não pode ter certeza se ele faz apenas aquilo que o seu criador diz que faz e em geral esses programas utilizam licenças que não permitem que você possa distribui-lo, ou seja, se você tem um Software Livre e resolve copia-lo para um amigo estará dentro da lei, mas se o Software for Proprietário será necessário conferir sua licença de uso para verificar se é permitida a distribuição, que normalmente é proibida e se desrespeitada incide em um famoso crime, a pirataria.


Mas, se eu tenho o bendito código fonte, mas não entendo nada do que está escrito, o que ganho com isso?

Principalmente no caso de programas mundialmente famosos como o Linux, Firefox e Open Office, existem milhares de pessoas envolvidas nos projetos, todos estão sempre procurando encontrar formas de melhora-los e diminuir o número de problemas, um especialista em segurança que encontra falha em um sistema desses tem imediatamente seu nome exposto na mídia, é uma divulgação enorme do seu próprio nome, se além de informar a falha conseguir informar uma solução é um ganho enorme para o curriculum dessa pessoa, portanto é mais fácil confiar em uma única empresa detentora de um Software Proprietário ou em milhares de empresas e pessoas que estão todos
desenvolvendo o mesmo programa?


O que leva uma pessoa ou empresa a desenvolver Software Livre?

Existem muitos motivos para isso, irei listar alguns que considero os principais:

1 - Grande parte da licenças livres citam que para você aproveitar o código de um Software Livre é necessário que seu programa também seja livre, portanto se existe algo que atende 90% das suas necessidades, por que não aproveitar e criar apenas 10%?

2 - Empresas que realmente ganham muito com venda de licenças (Um ponto forte de lucros do Software Proprietário) são poucas, é quase restrito a empresas gigantes e que acabam formando um monopólio, além de outros problemas como a pirataria que dificulta mais ainda ter lucros com venda de licença.

3 - Muitos passam anos estudando, conseguindo diplomas, fazendo estágio, tudo para enriquecer seu curriculum, mas você ter um programa desenvolvido por você ou ter contribuído significativamente com algum pode ser o diferencial que vai determinar seu sucesso, como já desenvolvi software tanto no modelo proprietário quanto no livre posso afirmar que é muito mais fácil conseguir construir um bom nome desenvolvendo Software Livre.

4 - Áreas como treinamento, manutenção, suporte e adaptação estão crescendo cada vez mais, se você faz parte da equipe de desenvolvimento de um projeto, quando alguém precisar de um desses serviços não parece óbvio que você será um dos primeiros a ser chamado?

5 - O Software Livre não é um modelo de desenvolvimento conveniente para a criação de monopólios, porém é excelente para pequenas empresas e desenvolvedores isolados, será que é melhor ser um empregado de uma corporação que desenvolve Software Proprietário, onde você tem seu desenvolvimento limitado, ou tentar seguir seu próprio caminho livre tendo como limites apenas seu próprio potencial?

Existem diversos outros motivos para decidir utilizar o modelo de desenvolvimento livre, cada um tem os seus, eu optei por ele a alguns anos, estou satisfeito e não tenho intenção de voltar a desenvolver software proprietário nunca mais.


Por que falam tanto que Software Livre é bom para a inclusão digital?

Existem diversos pontos também que o tornam propício para a inclusão digital, porém irei citar apenas os dois que considero principais:

1 - A grande maioria dos Softwares Livres são gratuitos, portanto não exclui pessoas de menor poder aquisitivo.

2 - Quando vai se desenvolver o código de um programa é preciso utilizar outro programa para isso, existem muitos programas de desenvolvimento livres e de ótima qualidade, portanto isso possibilita que todos sejam desenvolvedores, enquanto no modelo proprietário é normal que para poder criar algo seja necessário pagar por um programa de desenvolvimento e com todas as desvantagens já citadas acima de ser secreto, não poder distribuir...


Então o Software Livre é bom apenas para quem não tem condição para comprar Software Proprietário?

De forma alguma, o Software Livre em si é um modelo de desenvolvimento que tem se destacado por conseguir atingir de forma mais rápida os objetivos, o fato é que programas desenvolvidos sob esse modelo tem se destacado cada vez mais com a popularização da Internet, a velocidade com que alguns Softwares Livres tem evoluído é fenomenal, se o programa conseguir chamar atenção de desenvolvedores do mundo todo ocorre algo que a pouco tempo não era imaginável, milhares de pessoas espalhadas pelo mundo com os objetivos mais diversos possíveis trabalhando em um mesmo programa e cada um atingindo seus próprios objetivos.

0 comentários: